El ruido de las estrellas me aturde

Dir: Eduardo Williams
Mostra: Anacronias
20' . 2012 . Argentina

Sinopse

Enquanto procura um cybercafé, um garoto é assolado por ondas selvagens. Um grupo de garotos vive junto, cercado de muitas coisas. Eles trabalham, caminham e conversam em lugares muito diferentes, mas nunca sabemos exatamente onde estão. Uma formiga anda através de pelos, desejando que não existissem mais ídolos.

Classificação 14 anos

Exibição: 17 de novembro às 17h

Ficha técnica

Violeta Bava, Rosa Martínez Rivero
/ Produção

Eduardo Williams
/ Roteiro

Eduardo Williams, Manuel Bascoy
/ Fotografia

Milton Rodríguez
/ Som

Eduardo Williams
/ Montagem

José Maldonado, Santiago Miranda, Jerónimo Quevedo, Martín Shanly, Nicolás Uccello
/ Trilha sonora

Festivais e Prêmios

  • Menção especial / Special Mention – IndieLisboa 2013
  • Prêmio CinemaXXI / CinemaXXI Award – Festival de Roma 2013

teddywill@gmail.com
/ CONTATO

Eduardo Williams

Nasceu em 1987 na Argentina e estudou na Universidade de Cinema de Buenos Aires antes de ingressar na Le Fresnoy - Studio national des arts contemporains, na França. Dirigiu curtas como Tan atentos (2011), Pude ver un Puma (Festival de Cannes 2011), Que je tombe tout le temps (2013) e Allons-y! (2016). O auge do humano, seu primeiro longa, recebeu um Leopardo de Ouro na mostra Cineastas do presente, no Festival de Locarno 2016, além do prêmio de melhor filme no Janela Internacional de Cinema do Recife.