DEBATE 26 – PRESERVAÇÃO IDENTITÁRIA: SOMOS A DIVERSIDADE

Exibição

30 de março de 2021 às 20h

Sobre

Lucas de Jesus (NÃO SOU BRANCO, SOU PRETO), Rayane Penha (jornalista e realizadora). Mediação: Kanynary Apurinã (liderança indígena e curadoria)

Debatedores

Lucas de Jesus

Diretor, Roteirista, Fotógrafo e Realizador, formado em Artes Cênicas e Realização audiovisual, possui 08 curtas metragens e 02 séries. Atualmente dedica-se ao projeto “Cinemas Possíveis” que investiga as diversas possibilidades de se fazer cinema.

Rayane Penha

Jornalista e realizadora audiovisual amapaense, é uma das idealizadoras e realizadora do “Cine Catraia” projeto de cineclube itinerante no arquipélago do Bailique/AP. Diretora e roteirista do curta documental “Carta sobre o nosso lugar mulheres do Vila Nova” para o Canal Futura em 2017 e do curta “Utopia” vencedor do edital de audiovisual amapaense em 2018. Assistente de roteiro e de pesquisa cinematográfica de duas séries documentais do núcleo criativo da produtora Visionária Filmes em Belém do Pará. Proprietária da produtora Catraia, sócia representante da associação cultural Gira Mundo, coordenadora de comunicação do coletivo Utopia Negra Amapaense e representante do audiovisual no conselho de cultura municipal.

Kanynary Apurinã

Ativista da causa indígena, artista visual, liderança jovem indígena, tutor no projeto “Vozes do Purus”, responsável para registrar em áudio e vídeo a cultura indígena no Rio Purus. Técnico em administração e informática avançada. Palestrante contra o uso e consumo de bebidas e drogas, trabalho voluntário feito nas escolas do município de Lábrea no sul do Amazonas. Através da articulação cultural, movimenta 17 diferentes povos indígenas, dentre eles um de recente contato e dois completamente isolados e sem contato.