DEBATE 3 – DOCUMENTÁRIO EM FAMÍLIA

Exibição

08 de setembro de 2020 às 20h

Sobre

Partindo das questões invocadas pelos filmes que compõem a sessão Entre
Nós e o Mundo e Nome de Batismo: Alice, a discussão proposta se volta às implicações políticas e estéticas envolvidas na prática do documentário quando este se constrói em torno dos marcadores afetivos envolvidos nas relações familiares. Narrativas pessoais, por vezes ternas e delicadas, abrem caminho para a apreensão de memórias, sujeitos e histórias marcados pela violência do Estado, pelo racismo, pelos fantasmas coloniais – mas não só. O tempo assume novas formas, rompe com seu contrato de linearidade. É possível juntar as pontas do passado e do presente, é possível habitar o cotidiano e expandir o instante. O que é possível?

Debatedores

Fabio Rodrigo - Entre Nós e o Mundo

Roteirista e diretor paulista nascido em 1983. Nascido e criado na Vila Ede, Zona norte de São Paulo, Fabio usa sua vivência para contar histórias que se passam na periferia através do olhar de quem vivencia essa realidade todos os dias.
Em 2015 dirigiu ao lado de Caroline Neves seu 1º curta, Lúcida (2015), que participou de mais de 20 festivais e conquistou 8 prêmios, entre os quais o de Melhor Curta pelo Júri da Crítica no Festival de Cinema de Gramado, um dos mais importantes do Brasil. De uma maneira muito poética, Lúcida retrata uma mãe solteira da periferia de São Paulo que luta para criar seu bebê. Kairo (2018) é seu segundo curta, um filme que também acontece na periferia de São Paulo, sobre um garoto negro que tem que enfrentar uma dura verdade.

Rayanne Layssa - Curadora

Graduanda em Cinema na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Em 2018 integrou a curadoria do II FINCAR – Festival Internacional de Realizadoras.Atuou na curadoria da II Mostra Itinerante Mohomed Bamba – MIMB, em 2019. Atualmente, faz parte da equipe curatorial do Cachoeira Doc.

Álex Antônio - Curador, cineclubista e sócio da produtora Travessia Filmes

Graduando em Cinema e Audiovisual pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), sócio fundador da Travessia Filmes e membro do Cineclube Mário Gusmão, onde vem se dedicando à pesquisa em torno do cinema negro, um dos curadores das mostra Permanente de Resistências e Performance Negra. Desenvolve uma pesquisa sobre afeto no cinema negro contemporâneo que resultou na mostra “Afeto Formador”. Já ministrou oficinas de produção audiovisual em escolas públicas de Cachoeira e Cabaceiras do Paraguaçu. Em 2017, foi Júri Jovem CachoeiraDoc.

Luana Cabral - Curadora

Pesquisadora, realizadora e curadora. Bacharela (UFES) e mestranda (UFF) em Cinema e Audiovisual. Dirigiu, ao lado de Luciana Gb, os documentários Os segredos que a cal esconde (2015) e 203 (2016); foi assistente de direção dos curta-metragens HIC (2017) e Prefiro não ser identificada (2018), e diretora de produção do documentário Velcro (2017). Integrou a curadoria do Festival de Cinema de Vitória (ES) entre 2016 e 2018 e integra a curadoria da Semana – Festival de Cinema (RJ) desde 2017. Assina a curadoria do Festival de Cine Latino-Americano El Caracol, que terá sua primeira edição em 2020. É pesquisadora do projeto Acervo Capixaba e uma das idealizadoras do projeto de formação audiovisual Remonta.