DEBATE 37 – É DE NOITE QUE FLUTUO EM ÁGUAS

Exibição

22 de junho de 2021 às 20h

Sobre

Debatedoras:. Nica Buri (TRAVA MINGUANTE, TRAVA CRESCENTE), Anti Ribeiro (pesquisadora de ficções, curadora em audiovisual, educadora e produtora sonora), Loren Minzú (artes visuais, performance e cinema).

Debatedores

Nica Buri - TRAVA MINGUANGE, TRAVA CRESCENTE

Artista visual e travesti do Rio de Janeiro. Utilizando das linguagens da escrita, video, fotografia e performance, Nica investiga as relações humanas e apreensões de seu corpo no mundo, mapeando o lugar da memória afetiva, do trauma, da família e da casa, e criando a partir dessas ruínas fabulações imagéticas e textuais para corpos bicha travestis.

Anti Ribeiro - Pesquisadora de ficções, curadora em audiovisual, educadora e produtora sonora

Ministra projetos educativos como a Oficina de Afroficção, dedicada a discutir e incentivar a participação de pessoas racializadas na proposição de narrativas; e o curso Ficção Como Arma de Guerra, um exercício poético-científico que investiga as (im)possibilidades de abrir portais fugazes de rompimento das regras desta realidade colonial. Trabalha como curadora no Recifest – Festival da Diversidade Sexual e de Gênero do Recife (PE), na Mostra Macambira (RN), na Semana do Audiovisual Negro (PE) e na Mostra IFÉ – Amor Sem Fronteiras (RJ). Como produtora sonora, já contribuiu para o álbum EU NÃO SOU AFROFUTURISTA da biahits, incentivado pela plataforma Pivô Satélite e compôs trilha sonora original para o filme 2021: LETTER FOR THE PRETA READER OF THE END OF THE TIMES, de Michelle Mattiuzzi e Jota Mombaça. É co-fundadora da coletiva recifense SCAPA (@ssscapa), dedicada a criar plataformas festivas, in-formativas e de fruição para artistas indígenas e pretes.

Loren Minzú - Artes visuais, performance e cinema

Nascide no território São Gonçalo, é graduande em Artes pela Universidade Federal Fluminense e atua no campo das artes visuais, performance e cinema. Ficciona através da desarticulação, rearticulação e relação entre elementos para pensar as categorias que atravessam tempo-corpo-espaço e suas instrumentalizações políticas.