DEBATE 5 – DEBATE ESPECIAL TV CORAGEM: LINGUAGENS HÍBRIDAS

Exibição

22 de setembro de 2020 às 20h

Sobre

A partir das exibições de Edna (Edna Toledo, 2018), O Segundo antes da coragem (Grace Passô e Wilssa Esser, 2020) e @ Ilusão (Vitória Cribb, 2020) e do texto Dentre as penumbras que me encontro, no caminho do mundo físico ao digital (Lorran Dias, 2020), uma conversa ao vivo encerra o Especial TV Coragem com participação de Edna Toledo (cineasta), Carmen Luz ( cineasta, coreógrafa e curadora ), de Sabine Passareli (terapeuta ocupacional e artista), com mediação de Lorran Dias (curador, cineasta e artista visual). Uma conversa que percebe os filmes em suas semelhanças e divergências formais e discursivas, a hibridização das linguagens e a potência do corpo e do audiovisual no contemporâneo, perpassando discussões que dizem respeito a processos criativos, experiências de realização, saúde – mental e física -, política, virtualidade, performance e tecnologia.

Debatedores

Edna Toledo - Cineasta

Reside em Nova Iguaçu, é diretora e performer do documentário Edna (2018), cursou Filmes Urgentes no Anti: Residência Fílmica Antifascista (2018) e atuou no filme Perpétuo (dir.: Lorran Dias, 2018). Também trabalha como doméstica e dona de casa. Gosta de trilhas, corridas e natureza.

Carmen Luz - Cineasta, coreógrafa e curadora

Cineasta, coreógrafa, artista cênica, curadora e pesquisadora independente. Seus trabalhos abordam o corpo, o imaginário e o cotidiano de africanes e afrodescendentes na diáspora negra, em especial, as memórias de mulheres e jovens periféricos. Escreveu e dirigiu o documentário de longa-metragem Um Filme de Dança, os filmes de curta-metragem Um Poema para Quenum, Suporte, Um Preto, Tia Lucia e o vídeo Panelaço, comissionado para a TV Coragem. Integra, com frequência, comissões de seleção e júris de artes cênicas e cinema. Integrou júris da 51 a e 52 a edições do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, foi curadora da 12 a edição do Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul – Brasil, África, Caribe e outras diásporas e da 11 a Mostra de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual de Góias, curadora convidada do Cineclube da Escola de Cinema Darcy Ribeiro e cocuradora da 4 a edição da Mostra Sesc EntreDança, integra o Comitê artístico do Festival Dança em Trânsito e o júri do Prêmio APTR. Foi diretora artística do Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro e do Centro Cultural José Bonifácio – Centro de Referência da Cultura Negra da Cidade do Rio de Janeiro. Seus filmes foram exibidos em festivais, mostras e eventos nos EUA, Alemanha, Brasil e Burkina Faso.

Sabine Passareli - Terapeuta ocupacional e artista

Travesti não binária, 25 anos, de Rio Bonito, Rio de Janeiro, Brasil. Graduada como Terapeuta Ocupacional na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Desenvolve abordagens em Saúde Mental através de processos de performance e arte educação. A partir de métodos interdisciplinares da Terapia Ocupacional, tem a presença como sua principal ferramenta, para pensar e desenvolver autonomia e liberdade.

Lorran Dias - Curador, cineasta e artista visual

Seus trabalhos criam coletividades em torno do cinema e do vídeo, hibridizando as relações entre história e ficção, política e afeto. É diretor e curador da TV Coragem (2020), dirigiu e roteirizou Perpétuo (2018), exibido no Festival de Rotterdam entre outros títulos com o coletivo Anarca Filmes (2014-2019), do qual co-fundou. Co-dirigiu e co-curou o projeto Anti: Residência Fílmica Antifascista (2018), adaptando o modo de produção das residências artísticas para o cinema. Trabalhou com curadoria desde 2014, passando pelo Cinerama Cineclube e suas mostras anuais até 2017, pela Semana dos Realizadores (2017-2020) e recentemente em residências artísticas. Recebeu o prêmio “Memórias da Resistência” do órgão “Verdade na Democracia – Mães de Acari” da Comissão de Direitos Humanos da ALERJ (2018), “Melhor Curta” no Festival Visões Periféricas (2018) e foi homenageado no Festival Escuta do IMS (2019). Para a indústria audiovisual atua desde 2015 com assistências de direção, roteiro e script doctoring. Seus últimos trabalhos em arte contemporânea foram incentivados pela 1ª edição do Programa Convida do Instituto Moreira Salles e o Critical + Creative Social Justice Studies and Research Excellence Cluster of the University of British Columbia.