A NAVE DE MANÉ SOCÓ

18′ | 2019 | Pedra, PE

Direção

Severino Dadá
nave do mane soco

SINOPSE

Ameaça vinda do espaço aterroriza uma pequena e pacata cidade do sertão pernambucano. Em tom sensacionalista, a rádio local narra as misteriosas abduções do planeta vermelho.

CLASSIFICAÇÃO

Livre

EXIBIÇÃO

08/09 a 15/09/2020

FICHA TÉCNICA

PRODUTORA: Urânio FIlmes

DIREÇÃO e ROTEIRO: Severino Dadá

FOTOGRAFIA: Rafael Mazza

MONTAGEM E ARTE: André Sampaio

SOM DIRETO: Guma Farias

EDIÇÃO DE SOM: Bernardo Gebara

MÚSICA ORIGINAL: Bernardo Gebara, Leandro Vaz e Kleber Araujo

DIREÇÃO DE PRODUÇÃO: Amanda Guimaraes e Vanessa Barbosa

PRODUÇÃO EXECUTIVA: Vanessa Barbosa e Gustavo Montenegro

ELENCO: Severino Dadá, Danilo Cavalcanti e Renata Than etc.

FESTIVAIS E PRÊMIOS
Prêmios: Melhor Montagem, Melhor Som e Melhor ator no Festival de Brasilia 2019
Exibido no Curta Cinema, na Mostra de Cinema de Tiradentes, no Festival de Brasília

CONTATO: andrezambaio@gmail.com/ 21 – 98255 1975

severinodada

Severino Dadá

MINI-BIO

Severino Dadá é um dos mais criativos montadores e editores de som do cinema brasileiro, tendo trabalhado em cerca de 330 produções nacionais e internacionais entre curtas, médias e longas. Montou filmes como O Amuleto de Ogum e Tenda dos
Milagres (Nelson Pereira dos Santos), Nem tudo é Verdade (Rogério Sganzerla, 1987), Para recibir el canto de los pájaros (Jorge Sanjines, 1995) e Corisco e Dadá (Rosemberg Cariry, 1996). Dirigiu e editou os premiados documentários Geraldo José – o som sem barreiras (2002) e Memórias da Glória (2005).