LOOPING

12′ | 2019 | Betim/MG

Direção

Maick Hannder
Looping

SINOPSE

Vi um garoto atravessando a rua hoje.

CLASSIFICAÇÃO

16 anos

EXIBIÇÃO

29/09 a 06/10/2020

FICHA TÉCNICA

COMPANHIA PRODUTORA: Ponta de Anzol Filmes

PRODUÇÃO EXECUTIVA: Bruno Greco e Jacson Dias

ROTEIRO: Maick Hannder

FOTOGRAFIA: Maick Hannder

SOM: Flora Guerra

DIREÇÃO DE ARTE: Dayane Tropicaos

MONTAGEM: Maick Hannder

MIXAGEM: Flora Guerra

FESTIVAIS E PRÊMIOS:
Menção Honrosa Júri Oficial – XII Janela Internacional de Cinema do Recife;
Menção Honrosa ABD/APECI – XII Janela Internacional de Cinema do Recife;
Melhor Som – 8° Curta Brasília;
21° FestCurtasBH;
19° Goiânia Mostra Curtas;
XII Janela Internacional de Cinema do Recife;
23° Mostra de Tiradentes;
12° Encontro do Cinema Negro Zózimo Bulbul;
9° Festival Curta Cinema- Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro;
2° Negritude em Pauta no Audiovisual;
6° Mostra de Cinema de Gostoso;
27° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade;
10° FAN – Festival de Arte Negra;
Mostra Cinema Negro: Re-costuras e Afetos;
Cine Esquema Novo 2019;
II Mostra Negritude Infinita;
4° Mostra de Cinema Negro de Mato Grosso Experimental;
8° Curta Brasília – Festival Internacional de Curta-metragem;
MADA – 2° Mostra Audiovisual de Arte do Barreiro;
Egbé – 5° Mostra de Cinema Negro de Sergipe

CONTATO: producao@pontadeanzol.com.br

Maick-Hannder

Maick Hannder

MINI-BIO

Maick Hannder é graduado em Cinema e Audiovisual pelo Centro Universitário UNA em Belo Horizonte.
Seu primeiro curta-metragem INGRID (2016), foi selecionado em mais de 40 Festivais nacionais e internacionais, entre eles o 44º Festival de Cinema de Gramado, o 27º Curta Kinoforum – Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo e o 31º BFI Flare: London LGBT Film Festiva. Foi vencedor do prêmio de aquisição SESC TV de melhor filme na 16° Goiânia Mostra Curtas e de mais 4 prêmios em outros festivais, além de ter sido exibido na TV aberta pela Rede Minas LOOPING (2019), seu segundo curta-metragem, recebeu duas Menções Honrosas no XII Janela Internacional de Cinema de Recife e o prêmio de
Melhor Som no 8° Curta Brasília – Festival Internacional de Curta-metragem, além de ter sido exibido em vários festivais como o 23° Mostra de Cinema de Tiradentes, 27° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade e o 21° FESTCURTASBH – Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte.
Desenvolve seu terceiro curta-metragem, MÃE DO OURO, projeto que participou do Laboratório de Curta-Metragem do 28° Curta Cinema, e do MetroLAb – Laboratório de Curtas do Metrô – Festival do Cinema Universitário Brasileiro. O projeto foi contemplado na edição 2019 do Edital BH nas Telas e encontra-se em fase de pré-produção. É sócio-fundador da produtora PONTA DE ANZOL FILMES. Mora em Betim-MG.