NA MISSÃO, COM KADU

28’, 2016, DCP, Cor, Estéreo, MG/PE

Direção

Aiano Bemfica, Kadu Freitas e Pedro Maia de Brito
Foto Filme Na missão, com Kadu

SINOPSE

Na luta por moradia em Belo Horizonte, no maior conflito fundiário urbano da américa latina, um militante, sua câmera e seu povo enfrentam o poder dos cassetetes e das bombas de gás.

CLASSIFICAÇÃO

Livre

EXIBIÇÃO

02 a 09 de fevereiro de 2021

FICHA TÉCNICA

DIREÇÃO:​ Aiano Bemfica, Kadu Freitas & Pedro Maia de Brito

ROTEIRO:​ Aiano Bemfica, Gabriel Martins & Pedro Maia de Brito

DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA:​ Kadu Freitas & Pedro Maia de Brito

MONTAGEM:​ Gabriel Martins

SOM DIRETO:​ Luisa Lanna

MIXAGEM:​ Homero Basílio/Estúdio Das Caverna

DIREÇÃO DE PRODUÇÃO:​ Luisa Lanna

PRODUÇÃO e PRODUÇÃO EXECUTIVA: Aiano Bemfica & Pedro Maia de Brito

EXIBIÇÕES:
– Estréia 18o Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte – Belo Horizonte, BR, Agosto, 2016 //
– IX​ ​Janela​ ​Internacional​ ​de​ ​Cinema​ ​do​ ​Recife​ – Recife, BR, Novembro, 2016 //
-​ ​6o​ ​Olhar​ ​de​ ​Cinema​ ​-​ ​Festival​ ​Internacional​ ​de​ ​Curitiba​ ​-​ C​uritiba, BR, Junho, 2017​ ​//
– Forumdoc.bh​ ​-​ ​Belo Horizonte, BR, Novembro, 2016​ ​//
– 8o​ CachoeiraDoc​ ​-​ ​Cachoeira, BA, Setembro, 2017 //
– 28o Festival Internacional de Curtas de São Paulo – Curta Kinoforum ​- São Paulo, SP, Agosto, 2017 //
– 26o Curta Cinema – Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro – ​Rio de Janeiro, BR, Novembro, 2016 //
– 23o​ ​Festival​ ​de​ ​Cinema​ ​de​ ​Vitória​ – Vitória, BR, Novembro, 2016​ ​//
– 10a Mostra Cine BH – Mostra Cinema e Movimento – Nov, 2016 – Belo Horizonte, BR, Outubro, 2016 //
– 11a​ ​Mostra​ ​Cine​ ​BH​ – Belo Horizonte, BR, Agosto, 2017 //
-​ ​6a​ ​Mostra​ ​Canavial​ ​de​ ​Cinema​ ​-​ ​Zona da Mata pernambucana, BR, Janeiro, 2016// -​ ​3a​ ​Mostra​ ​Pajeú​ ​de​ ​Cinema​ – Afogados da Ingazeira, BR, Maio, 2017 //
– XIII​ ​Panorama​ ​Internacional​ ​Coisa​ ​de​ ​Cinema​ ​ – Salvador, BR, Novembro, 2017 //
– IV​ ​Favera​ ​- Goiânia, BR, Novembro, 2017
– VIII Festival Internacional Pachamama Cinema de Fronteira ​- Rio Branco, BR, Novembro, 2017 //
– Festival​ ​Brésil​ ​en​ ​Mouvements​ ​- Paris, FR, Outubro, 2017 //
– 6o​ ​Curta​ ​Brasília​ ​-​ ​Brasíla, DF, Dezembro, 2017 //
– Mostra​ ​Cinema​ ​Conquista,​ ​Ano​ ​12​ ​- Vitória da Conquista, BA, Novembro, 2017//
– VI​ ​CineCipó​ ​-​ ​Serra do Cipó, BR, Setembro, 2016
– III​ ​Cine​ ​Jardim​ – Belo Jardim, BR, Maio, 2017 //
-​ ​Mostra​ ​Alô​ ​Alô​ ​Mundo​ ​-​ ​Caixa Cultural – Rio de Janeiro, BR, Janeiro, 2017​ ​//
– Mostra​ ​do​ ​Filme​ ​Livre​ ​2017​ ​ Rio de Janeiro, BR, Março, 2017 //
– Mostra Retrospectiva/Expectativa 2017 – FUNDAJ/Cine Dragão – Fortaleza, BR, Fevereiro, 2017 //
-​ ​FestCine​ ​PE​ ​-​ ​Festival​ ​de​ ​Curtas​ ​de​ ​Pernambuco​ – Recife, BR, Dezembro, 2016 //
– MOFO​ ​-​ ​Mostra​ ​de​ ​Filmes​ ​de​ ​Ocupações​ ​- Porto Alegre, BR, Novembro, 2016 //
– Cinema​ ​de​ ​Fachada​ ​-​ ​CONTRAGOLPE​ ​- Belo Horizonte, BR, Setembro, 2016 //
– VAC​ ​-​ ​Verão​ ​Arte​ ​Contemporânea​ ​-​ ​Belo Horizonte, BR, Fevereiro, 2017 //
– Cartas​ ​ao​ ​Mundão​ ​- PE, 2017//
– Mostra​ ​Periférica​ ​de​ ​Cinema​ ​-​ ​ Camaragibe, BR, Junho, 2017 //
– Mostra​ ​Permanente​ ​de​ ​Resistências​ ​-​ ​Cachoeira, BR, Junho, 2017 //
– 2a​ ​Mostra​ ​Formiga​ ​Independente​ ​- São José dos Campos, BR, Novembro, 2017 //
– Sessão​ ​#FICAMIS​ – Belo Horizonte, BR, Junho, 2017 //
– Itinerâncias​ ​Forumdoc.ufmg​ – Belo Horizonte, BR, Junho, 2017 //
-​ ​Festival​ ​de​ ​Triunfo​ ​-​ Sessão ABD – Triunfo, BR, Agosto, 2017 //
– CineArt​ ​UFF​ ​- Sessão Especial – Niterói, BR, Setembro, 2017 //
– Brésil​ ​en​ ​Mouvements​ ​(BEM)​ ​// Paris, França, Outubro, 2017
– Mostra de Curtas-Metragens Brasileiros: cinema contemporâneo e política no Brasil // Bologna, Itália, Novembro, 2017

PRÊMIOS: ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​
​ ​​*Melhor Filme pelo Júri Oficial; Melhor Filme pelo Júri Popular – 18o Festival Internacional de​ ​Curtas​ ​de​ ​Belo​ ​Horizonte​ – Belo Horizonte, BR, Agosto, 2016 //
* Melhor Imagem pelo júri oficial; Prêmio Especial da Fepec (Federação Pernambucana de Cineclubes); Menção Honrosa ABD/APECI – IX Janela Internacional de Cinema do Recife – Recife, BR, Novembro, 2016 //
* Melhor Filme pelo Júri Popular da Mostra Outros Olhares – 23o Festival de Cinema de Vitória​ – Vitória, BR, Novembro, 2016​ ​//
* ​Melhor Curta-Metragem -3a Mostra Pajeú de Cinema – Afogados da Ingazeira, BR, Maio, 2017 //
* Menção Honrosa do Júri Oficial – 8o​ ​Cachoeiradoc​ ​- Cachoeira, BA, Setembro/2017 //
* Prêmio Especial para Filme Insurgente – VI​ ​CineCipó​ ​-​ ​Serra do Cipó, BR, Setembro, 2016 * Menção Honrosa do Júri Oficial – III​ ​Cine​ ​Jardim​ – Belo Jardim, BR, Maio, 2017 //
* Prêmio Especial da ABD/APECI; Menção Honrosa do Júri Oficial – FestCine PE – Festival de​ ​Curtas​ ​de​ ​Pernambuco​ – Recife, BR, Dezembro, 2016 //
-*​ ​Indicado​ ​ao​ ​Grande​ ​Prêmio​ ​do​ ​Cinema​ ​Brasileiro​ ​2017​ /​ /
​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​ ​

corte_direcao_Kadu

Aiano Bemfica, Kadu Freitas e Pedro Maia de Brito

MINI-BIO

Kadu Freitas foi um morador e incansável liderança comunitária da Ocupação Vitória, na região da Izidora. era devoto de São Jorge e de São Miguel e trabalhava fazendo carreto em sua Kombi “Jandira”. Ricardo Freitas, o Kadu, foi assassinado em uma emboscada no mês de novembro de 2015, 4 meses após as filmagens e não viu a conclusão de seu filme.

Aiano Bemfica é cineasta e militante do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB). Dedica-se a produção e circulação audiovisual junto ao movimento desde 2013 e pesquisa as interseções entre lutas sociais e as imagens realizadas no bojo destes processos. Dessa relação nasceram seus dois primeiros filmes, “Na Missão, com Kadu” (2016) e “Conte Isso Àqueles que Dizem que Fomos Derrotados”(2018), exibidos e premiados em mais 60 mostras em todo o mundo. Atualmente, prepara o lançamento de três novos projetos construídos junto ao MLB: o longa “Entre Nós Talvez Estejam Multidões”, o curta “Videomemoria” e a vídeo instalação “Caminhará nas avenidas, entrará nas casas, abolirá os senhores”. Esses trabalhos, frutos de processos coletivos e da relação intrínseca entre arte e construção política, têm tido repercussão e reconhecimento dentro e fora do Brasil, tendo sido exibidos em cidades como Berlim, Nova York, Bologna, Buenos Aires, Lyon, Nance, Pequim, Medellin e Veneza.

Pedro Maia de Brito é diretor, programador e produtor da Mostra Transterritorial de Cinema Underground, o Cine Under Recife, evento esporádico em torno de um cinema menor e da diversidade de linguagens e possibilidades de produção artística. Também desenvolve trabalhos na direção de fotografia, roteiro, montagem e pesquisa para cinema, colaborando dessa maneira com outros e outras artistas e cineastas. Ainda em 2019 fundou a Miúdo Cinematográfico, que, além de seus próprios projetos pessoais, também tenciona a produção de curtas-metragens e projetos menores assinados por, sobretudo, jovens e novos diretores e diretoras. Recebeu em 2018 o prêmio do 13º Concurso de Roteiros para Documentários Rucker Vieira e em 2019 o Prêmio Sesc de Arte Contemporânea. Seu trabalho fora exibido e premiado em diversos eventos como a Bienal de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil e em festivais como os de Brasília, Nantes, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Rio de Janeiro, Buenos Aires, Berlin, Paris, Nova York, Bogotá, Pequim e outros