XANDOCA

13′ | 2019 | Macapá (AP)

Direção

Davi Marworno e Takumã Kuikuro
FB_IMG_1620436202730

SINOPSE

O documentário narra a trajetória de vida e de luta da Xandoca, ela foi uma grande matriarca do povo Karipuna e carregava consigo toda uma história de resistência ao longo de sua vida em que viveu na aldeia Santa Isabel – Terra Indígena Uaçá no município de Oiapoque no Estado do Amapá

CLASSIFICAÇÃO

Livre

EXIBIÇÃO

01 a 08 de junho de 2021

FICHA TÉCNICA

ROTEIRO: Takumã Kuikuro e Davi Marworno

FOTOGRAFIA: Takumã Kuikuro e Davi Marworno

SOM: Takumã Kuikuro e Davi Marworno

MONTAGEM: Takumã Kuikuro

FESTIVAIS E PRÊMIOS:
Festival Imagem e Movimento, Festival Curta Cinema, Cine Kurumin

corte_direcao_davi

Davi Marworno e Takumã Kuikuro

MINI-BIO

Davi Marworno – Cineasta e realizador audiovisual indígena, pertence ao povo Galibi-Marworno, em suas produções tem como abordagem identidade e cultura por meio da linguagem audiovisual e do cinema entre os povos indígena do Oiapoque que fica localizado na fronteira com a Guiana Francesa.

Takumã Kuikuro – Cineasta, membro da aldeia indígena Kuikuro, atualmente vivendo na aldeia Ipatse, no Parque Indígena do Xingu. Takumã é reconhecido nacional e internacionalmente pelos seus filmes, tendo sido premiado pelos festivais: Festival de Gramado, Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, Olhar de Cinema, Jornada Internacional de Cinema da Bahia, Festival de Filmes Documentário Etnográfico, Festival Presence Autochtone de Terres em Vue. Em 2017, recebeu o prêmio honorário “Bolsista da Queen Mary University London”. E foi, em 2019, o primeiro jurado indígena do Festival de Cinema Brasileiro de Brasília.