SESSÃO 17 – POR UMA ARQUEOLOGIA DAS IMAGENS DA BAIXADA

19 a 26 de janeiro de 2021

Curadoria

Cineclube Mate com Angu
CamScanner 01-14-2021 15.40

Sobre

Cavalo, carros, sinal de trânsito: vermelho. Calor, trem, viaduto da câmara. Paraibanas, baianas, sergipanas. Cariocas, gringos, caxienses. Pequeno grande norte. Mama Afrika diaspórica. Praça do Pacificador. Pacificador. Paci. Saci. Ador. Boteco, caixa de fósforo, batucada.

A sessão Por Uma Arqueologia das Imagens da Baixada percorre esses e outros tantos fluxos de imagens-sons, no intervalo entre 1993 e 2020, com a exibição de dois curtas: ‘Todo dia você vai ter que olhar pra isso’, de Heraldo HB, realizado com material de arquivo do coletivo Mate com Angu e entrevista remota com José Claudio Souza Alves; e ‘Praça do Pacificador’, de Valter Filé, produzido pela TV Maxambomba, projeto que friccionou as linguagens estabelecidas entre o cinema e a televisão, apresentando outros modos de produção pautados por uma prática relacional e mais horizontal.

Desde a década de 90 até o atual contexto pandêmico, podemos notar a amplificação de formas diversas de produzir imagens, bem como assistir e disseminar todo material filmado, nos mais diversos suportes, do super 8 ao dispositivo móvel. Faísca riscada há 28 anos pela Maxambomba que embrazou os desejos do Mate com Angu em reinserir por ângulos não formais nossa querida Dallas no contexto audiovisual nacional e planetário.

Na proposta desta sessão esboçamos um primeiro movimento de pôr em relação a Baixada Fluminense e demais quebradas adjacentes como lugares de produção de um cinema dito popular, resistente e insistente desde muito antes do cenário das imagens digitais e câmeras de celular. Traçar uma linha do tempo, que em realidade não se sabe muito onde começa, marcando como ponto mais distante a experiência da TV Maxambomba, seguindo com ela até o encontro com o Cineclube Mate com Angu e abrindo daí várias linhas de ação, com cineclubes e realizadorxs de diversas perifas cariocas que carregam no dna uma energia irmã, um brilho que ilumina as ruas sem poste e um requebrar em bpms mil na gira cotidiana.

A conversa vai ser boa. Puxe a cadeira.

Filmes e debate

TODO DIA VOCÊ VAI TER QUE OLHAR PRA ISSO

11’37’’, 2020, Duque de Caxias, RJ

Direção

Heraldo HB

Classificação

Livre

PRAÇA DO PACIFICADOR

13’’, 1993, Duque de Caxias/RJ

Direção

Valter Filé

Classificação

Livre

POR UMA ARQUEOLOGIA DAS IMAGENS DA BAIXADA

26 de janeiro de 2021 às 19h

Debatedores

Heraldo HB (TODO DIA VOCÊ VAI TER QUE OLHAR PRA ISSO), Valter Filé (PRAÇA DO PACIFICADOR) Josinaldo Medeiros (favelado, cineasta, poeta e militante social), Adrielle Vieira (artista de rua, escritora, dançante, rapper, fotógrafa e educadora teatral), José Cláudio (professor). Mediação: Anne Santos (curadora, produtora e cineclubista)

Classificação

Livre