Voyage au Brésil

30' | 1927 | Brasil

Fragmentos de um filme de propaganda sobre as várias regiões de norte a sul do Brasil, apresentando a natureza, florestas, os costumes e o Carnaval, cuja intenção era tornar conhecidas as riquezas naturais e culturais brasileiras no exterior.

Vital Ramos de Castro

Vital Ramos de Castro foi uma das grandes figuras do setor cinematográfico do Rio de Janeiro na primeira metade do século XX. Desempenhou várias atividades, mas foi na área de exibição que se consolidou, tendo sido proprietário de vários cinemas. Da simplicidade de seu pioneiro Cinema Popular, inaugurado na primeira década do século e conhecido como “Poeira”, até o requinte discreto do Cine Plaza em frente ao Passeio Público,
formou um grande circuito independente que incluiria, por exemplo, o Cinema Olinda, que foi a maior sala de cinema que já existiu na cidade.